F Revista Novo Perfil

Revista Novo Perfil Inicio

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Mesmo com pesquisas encomendadas de dois em dois dias para mostrar que Marina está caido, não tem jeito Marina vence Dilma no Segundo Turno.
Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (19) pelo jornal "Folha de S.Paulo" aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:


- Dilma Rousseff (PT): 37%
- Marina Silva (PSB): 30%
- Aécio Neves (PSDB): 17%
- Pastor Everaldo (PSC): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Zé Maria (PSTU): 0%*
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- Eymael (PSDC): 0%*
- Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo/nenhum: 6%
- Não sabe: 7%

* Cada um dos cinco indicados com 0% não atingiu, individualmente, 1% das intenções de voto. Somados, eles têm 1%.

No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 10, Dilma tinha 36%, Marina, 33%, e Aécio, 15%.

Segundo o Datafolha, é a primeira vez que Dilma abre vantagem sobre Marina desde a entrada da candidata do PSB na disputa, em agosto, após a morte de Eduardo Campos. A vantagem da petista passou de 3 para 7 pontos.




Segundo turno
O levantamento divulgado nesta sexta indica que, em um eventual segundo turno entre Dilma e Marina, as candidatas aparecem empatadas tecnicamente. A candidata do PSB tem 46% e a do PT, 44%. Na semana passada, Marina, com 47%, e Dilma, com 43%, também estavam tecnicamente empatadas.

Na simulação de segundo turno entre Dilma e Aécio, a petista vence por 49% a 39% (49% a 38% na semana anterior).

O instituto também fez uma simulação entre Marina e Aécio. O resultado foi 49% a 35% para a candidata do PSB (ante os 54% a 30% do último levantamento).

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".

O Datafolha ouviu 5.340 eleitores em 265 municípios nos dias 17 e 18 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00665/2014.

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao entrevistado em quem ele pretende votar, sem apresentar a lista de candidatos), os resultados são os seguintes:

- Dilma Rousseff: 30%
- Marina Silva: 24%
- Aécio Neves: 12%
- Outras respostas: 1%
- Em branco/nulo/nenhum: 6%
- Não sabe: 26%

Rejeição
A presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome.

- Dilma Roussef: 33%
- Marina Silva: 22%
- Aécio Neves: 21%
- Pastor Everaldo: 21%
- Zé Maria: 18%
- Levy Fidelix: 18%
- Eymael: 17%
- Luciana Genro: 16%
- Rui Costa Pimenta: 15%
- Eduardo Jorge: 15%
- Mauro Iasi: 14%

Avaliação da presidente
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma Rousseff tem a aprovação de 37% dos entrevistados, que se refere aos entrevistados que classificaram o governo como “ótimo” ou “bom”.

Os que julgam o governo “ruim” ou “péssimo” são 24%, segundo o Datafolha. Para 38%, o governo é "regular". Os dois índices são os mesmos do levantamento anterior.

O resultado da avaliação é:
- Ótimo/bom: 37%
- Regular: 38%
- Ruim/péssimo: 24%
- Não sabe: 2%

A nota média atribuída pelos entrevistados ao governo foi 6,1.

Revista Novo Perfil Online
Fonte G1

A reportagem do site Congresso em Foco, um dos mais renomados em Brasília, repercutiu o repasse da pensão de ex-governador recebida pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB), para sua ex-esposa, Silvia Cunha Lima. Na reportagem, o acúmulo de vencimentos feitos pelo tucano também é alvo da matéria.

Até o começo deste ano, Silvia Almeida trabalhava no governo de Ricardo Coutinho. Pediu exoneração em janeiro para assumir um cargo na prefeitura de Campina Grande (PB), principal cidade do interior da Paraíba. A saída dela do governo foi um dos primeiros passos do rompimento da aliança que ajudou a eleger Ricardo Coutinho em 2010. 


LEIA NA INTEGRA

Senador repassa pensão do estado para ex-mulher 

Com acúmulo de rendimentos, Cássio Cunha Lima ultrapassa teto do funcionalismo e recebe mais de R$ 50 mil por mês. Quase metade desse valor sai do governo da Paraíba, como pensão de ex-governador, diretamente para a conta de sua ex-esposa

Líder nas pesquisas de intenção de voto para o governo da Paraíba, o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) recebe por mês dos cofres públicos R$ 50.224,15, bem além do teto do funcionalismo público, que é a remuneração de um ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), hoje fixada em R$ 29,4 mil.

O limite é extrapolado porque o tucano acumula duas fontes de pagamento: além dos R$ 26.723,33 que embolsa como parlamentar, ele recebe outros R$ 23.500,82 a título de pensão por ter governado a Paraíba por seis anos, até ter o mandato cassado por abuso do poder econômico. Mas, a pedido do próprio senador, a pensão de ex-governador virou pensão alimentícia da ex-mulher. Desde janeiro do ano passado, o dinheiro do Estado é depositado diretamente na conta de Silvia Almeida de Oliveira, mãe de seus três filhos.

O pedido de transferência da pensão foi feito pelo senador em ofício (veja abaixo) encaminhado ao atual governador Ricardo Coutinho em 10 de janeiro de 2013. Na época, os dois eram aliados políticos. Hoje são adversários na corrida pelo governo estadual. As revelações sobre a dupla remuneração do tucano e a transformação do benefício em pensão alimentícia foram feitas por Ricardo Coutinho durante o debate entre os candidatos a governador promovido pela TV Clube na última quinta-feira (11).

Saia justa

“O senhor não pode pagar pensão com dinheiro do Tesouro. O senhor está transgredindo a lei”, disse o governador, sem explicar porque havia liberado o pagamento para a ex-mulher de seu ex-aliado. O tucano se irritou e compartilhou com o adversário a responsabilidade. Disse que, se houve ilegalidade no episódio, foi por conivência do atual governador. ”Ricardo tem uma característica que é ser oportunista. Quando uma pessoa lhe convém ele elogia, quando não lhe serve mais ele ataca. Eu lamento que se traga para um debate uma questão pessoal”, respondeu o senador.


Até o começo deste ano, Silvia Almeida trabalhava no governo de Ricardo Coutinho. Pediu exoneração em janeiro para assumir um cargo na prefeitura de Campina Grande (PB), principal cidade do interior da Paraíba. A saída dela do governo foi um dos primeiros passos do rompimento da aliança que ajudou a eleger Ricardo Coutinho em 2010.

Para o especialista em Direito Civil Élsio Berco, o governo da Paraíba deveria ter questionado o pagamento, já que o depósito na conta de terceiros fere princípios constitucionais. “Essa pensão foi pensada para garantir que um ex-governador não passe por dificuldades financeiras. Mas é um benefício pessoal e intransferível”, disse o especialista ao Congresso em Foco. Segundo ele, Cássio poderia fazer o que bem entendesse com o dinheiro, mas só depois de recebê-lo diretamente em sua conta bancária.

Questionado sobre a legalidade do pagamento do benefício a terceiros, o coordenador de comunicação do governo da Paraíba, Luís Torres, não soube explicar por que a Procuradoria Geral do Estado não contestou o pagamento à Justiça.

Teto constitucional

A Constituição Federal determina que nenhum funcionário público pode receber remuneração superior à de um ministro do Supremo Tribunal Federal. Em novembro de 2011, o senador tucano havia solicitado a suspensão do benefício concedido pelo governo da Paraíba. Naquela época, ele havia assumido o mandato no Senado depois que o Supremo decidiu que a Lei da Ficha Limpa só começaria a valer na eleição de 2012. Mas, em janeiro de 2013, ele voltou a requerer o pagamento.

Ao analisar um caso semelhante, o Tribunal Regional Federal da 5ª Região concedeu parecer atestando a legalidade da pensão a ex-governadores, mas determinou que a União fizesse a revisão do valor pago, de modo a adequar ao teto determinado pela Constituição.

A assessoria de imprensa do senador destacou que ele tem afirmado que já existem decisões de tribunais federais que separam vencimentos de pensões, o que o desobrigaria de abrir mão do benefício mesmo que o valor exceda o teto constitucional.

Cássio Cunha Lima está liderando as pesquisas de intenções de voto para governador da Paraíba. Levantamento do instituto Ibope publicado no início do mês apontou que ele tem 47% das intenções de voto, contra 33% de Ricardo Coutinho e 4% do senador Vital do Rêgo (PMDB).

Ficha Limpa

Na última semana o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) livrou Cássio Cunha Lima de perder seu registro de candidatura. O Ministério Público Eleitoral e a equipe jurídica de Ricardo Coutinho recorreram ao TSE depois que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) não o enquadrou na Lei da Ficha Limpa. Prevaleceu o entendimento de que o senador já cumpriu os oito anos de inelegibilidade previstos na lei.

Em 2008, Cássio Cunha Lima teve seu mandato de governador cassado por abuso de poder econômico sob a acusação de ter distribuído 35 mil cheques, num total de R$ 4 milhões, a cidadãos carentes durante a campanha eleitoral de 2006, por meio do programa assistencial da Fundação Ação Comunitária (FAC), vinculada ao governo. 





Revista Novo Perfil Online

Fonte: PBAgora

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Valdelúcio de Oliveira chegou a ser declarado 
morto 
Valdelúcio de Oliveira, de 54 anos, que foi declarado morto pelo Hospital Geral Menandro de Faria (HGMF), em Lauro de Freitas, região metropolitana de Salvador, recebeu alta médica do Hospital Santo Antônio, na Cidade Baixa, onde ele estava internado, na terça-feira (16).

Segundo Áurea Gonçalves, irmã de Valdelúcio, ele irá continua fazendo sessões de quimioterapia e radioterapia para combater um câncer. "Ele já está em casa, está bem, conversa. É uma outra pessoa", comemora Áurea.

O paciente foi declarado morto e, duas horas depois, encontrado vivo. O caso ocorreu na madrugada do dia 25 de agosto. O Hospital Geral Menandro de Faria abriu sindicância para apurar o que pode ter acontecido.

Valdelúcio escreveu recado atribuindo melhora a
milagre de Irmã Dulce 
A família do paciente disse que o dinheiro direcionado aos gastos com o caixão seria doado às Obras Sociais de Irmã Dulce (OSID). Em bilhete escrito um dia após o caso, ele atribui melhora a um milagre de Irmã Dulce.

"Eu, Valdelúcio, vi a morte aos meus pés, mas a minha fé foi tão grande que eu me curei. Diante da santa Irmã Dulce, eu disse: opere mais um milagre para mim e fui atendido. Só tenho a agradecer a toda essa equipe e à minha Irmã Dulce. Por tudo e por todos, obrigada. Eu vi a minha mãe dizendo: filho, se apegue com ela e será salvo", afirmou.

Caso

Segundo a família de Valdelúcio, ele descobriu há três meses um câncer em estágio avançado e, no dia 25 de agosto, se sentiu mal e foi levado para o hospital em Lauro de Freitas. O paciente foi dado como morto por volta das 23h.

A família revelou que a equipe médica retirou os aparelhos que estavam conectados e levou o paciente para o necrotério já com algodões no ouvido e nariz. Um atestado de óbito emitido pelo hospital comprovou a morte de Valdelúcio.

Atestado de óbito entregue à família de Valdelúcio 
Em entrevista ao G1, o irmão de Valdelúcio, Waltério Gonçalves, contou como percebeu que o paciente estava vivo. "A gente já tinha encaminhado todo funeral e eu tive acesso ao necrotério, pois eu ia colocar a roupa para a funerária vir buscar o corpo. Foi nesse momento que eu percebi que ele ainda estava respirando. Aí chamei a equipe médica, chamei o enfermeiro, que constatou que ele estava vivo", contou. Em nota, a Secretaria de Saúde (Sesab) informou que "uma sindicância foi aberta para apurar o ocorrido, e o resultado deve sair em 30 dias".

Revista Novo Perfil online
Fonte: G1 BA
Fotos: Cássia Bandeira/G1 BA, TV Bahia e Acervo Pessoal

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Uma mulher está sendo acusada de estuprar um homem nos EUA. Para piorar a situação, a vítima estaria dormindo no momento do ato.

Chantae Gilman, de 26 anos, vive em Seattle. Ela foi acusada de ficar sobre um homem não identificado de 31 anos, após entrar na casa da vítima no dia 17 de junho deste ano.

O homem teria acordado por volta das 2 horas da madrugada e encontrou a mulher que pesa 107 quilos tendo relação íntima com ele. Ela estaria com as mãos sobre sua cabeça.

Ele conseguiu se livrar da acusada e a retirou de sua residência. Depois procurou a polícia para relatar o incidente.

Os oficiais confirmaram a acusação de estupro em segundo grau depois que o DNA da acusada foi encontrado na vítima após um exame de agressão sexual. White negou o feito e disse que sofre de transtorno bipolar e psicose.

Revista Novo Perfil online
Fonte: R7 via TV Web Cidade 
Edivaldo Miranda da Silva Júnior, conhecido como “Júnior” 12 anos, mora com os avós na Rua 5 de agosto em Solânea, brejo paraibano.

Segundo informações de familiares, na manhã desta segunda-feira (15) Júnior saiu de casa para ir à escola e não retornou no horário de costume. As últimas informações que foram obtidas sobre a criança é que ele foi visto nas imediações do trevo que dar acesso a cidade de Borborema pedindo carona.

Após os pais entrarem em contato com as autoridades e também com a equipe da TV WEB CIDADE a notícia se espalhou pela região. Após o susto, Júnior foi encontrado na cidade de Belém pelo conselho tutelar que o levaram para a delegacia local onde fizeram todos os procedimentos até a chegada da mãe do garoto que em seguida foi liberado.

Júnior falou para os conselheiros que saiu para andar, pegou uma carona até o trevo de Borborema e em seguida pegou mais outra até a cidade de Belém.

Revista Novo Perfil online
Fonte: TV Web Cidade via Solanea online

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

A Polícia de Conceição não revelou os nomes dos pombinhos, apenas divulgou o fato e o fato é que importa mesmo. Um casal foi preso em Conceição na noite de sábado porque estava fazendo sexo em via pública. Os moradores presenciaram quando o homem enfiou a “kilarineta” no “sigilo” da mulher e, achando tudo aquilo um absurdo, chamaram os policiais, que chegaram, ainda presenciaram o episódio e levaram ambos os dois que formam uma dupla para a cadeia.

Constatou-se que tanto o homem quanto a mulher estavam embriagados. Descobriu-se então que ela é da cidade de Santa Inês, tem 32 anos chegou à Delegacia exaltada, reclamando dos seus direitos: “Sou uma cidadã, pago meus impostos e nem assim tenho o direito de namorar!”

Já o homem,de 49 anos, morador de Conceição, revelou-se aquele tipo do come quieto. Ficou só observando a exaltação da companheira, na maior tranquilidade.

No dia seguinte, após assinarem um Termo Circunstanciado, os pombinhos foram soltos, mas avisados de que serão intimados para depor no inquérito.

Revista Novo Perfil online
Fonte: Blog do Tião Lucena via focando a Notícia
A jornalista Patricia Poeta vai deixar o Jornal Nacional no dia 3 de novembro, após três anos na bancada do telejornal ao lado de William Bonner, informa a TV Globo em comunicado divulgado nesta segunda-feira (15). Sua substituta será Renata Vasconcellos, atualmente no Fantástico, que passará a ser apresentado por Poliana Abritta. Tadeu Schmidt continua no programa dominical.

"Estou para completar 15 anos no jornalismo da Globo. E, agora, terão sido três anos maravilhosos, inesquecíveis no Jornal Nacional. Quando aceitei com muita alegria o convite para ancorar o JN, propus esse prazo", afirma Patricia na nota, que destaca o conclave e a eleição do Papa Francisco, as manifestações de junho de 2013, a Copa do Mundo no Brasil e as próximas eleições como alguns de seus principais trabalhos à frente do Jornal Nacional.

De acordo com o comunicado, Patricia vai se dedicar nos próximos meses a um novo projeto, a ser desenvolvido, na área de entretenimento da TV Globo.

"Acreditava, então, que estar na bancada do mais importante telejornal brasileiro seria uma experiência única, enriquecedora, algo que me aprimoraria de uma maneira sem igual. Foi exatamente o que aconteceu", continuou ela.

"Agora, parto feliz para começar a desenvolver um novo projeto, no entretenimento, algo com que sempre sonhei e para o qual procurei estar preparada. Sempre vi a televisão como um espaço maior para propor e realizar ideias. É exatamente isso que estou fazendo agora."

Nova titular
A nova titular do Jornal Nacional, Renata Vasconcellos, divide a apresentação do Fantástico desde o ano passado com Tadeu Schmidt. Ela começou na Globo News. Depois, passou 11 anos como âncora do Bom Dia Brasil. Primeiro, ao lado de Renato Machado. Depois, de Chico Pinheiro.

Na nota, ela comenta a mudança: "Estar ao lado de William Bonner no 'Jornal Nacional' é uma honra e uma alegria imensa. Sou jornalista por formação e vocação. Todos esses anos na Globo News, no 'Bom Dia Brasil’' e, agora, no 'Fantástico' me deram a certeza de que o telejornalismo é o que me atrai, é a minha paixão, é o que sei fazer. E poder exercê-lo no jornal mais importante da TV brasileira é algo que me traz ao mesmo tempo uma alegria imensa, pelo reconhecimento do meu trabalho, mas também muita responsabilidade. Conto com o apoio de todos para honrar esse compromisso que assumo agora".

Já Poliana Abritta está há 17 anos na Globo. Durante a maior parte desse período, trabalhou em Brasília, com destaque para as coberturas políticas e econômicas. Além disso, foi âncora do "Globo Mar" e apresentadora do "Jornal Hoje" aos sábados. No "Jornal da Globo", foi substituta de Christiane Pelajo nas férias da jornalista.

"Apresentar o 'Fantástico', fazer reportagens e entrevistas para o programa é algo que deixaria qualquer jornalista honrado. O 'Fantástico' é a revista eletrônica que há anos seduz os brasileiros, líder absoluto de audiência pela qualidade do que leva ao ar todos os domingos", disse Poliana.

"Fazer parte, agora, da história do programa é algo que me fascina. Vou estar ao lado do Tadeu, com quem fiz faculdade em Brasília, um amigo querido e antigo. Conheço toda a equipe do programa e isso, se não diminui a minha responsabilidade, ao menos, me dá mais confiança para enfrentá-la. Estou honrada e imensamente feliz."

Revista Novo Perfil online
Fonte: ClickPB via Globo.com

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

A maior parte dos eleitores brasileiros que irão às urnas em outubro está na faixa etária de 45 a 59 anos, segundo dados estatísticos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). São 33.790.849 eleitores nessa faixa etária, o que equivale a 23,7% do eleitorado.

Esse número é ligeiramente maior que o de eleitores que têm de 25 a 34 anos, que somam 33.268.757 brasileiros, ou 23,3% do total de votantes. A terceira faixa etária mais numerosa é a de eleitores de 35 a 44 anos, que totalizam 28.415.902, ou 19,9% do eleitorado nacional.

Somando-se as três faixas etárias mais numerosas, portanto, verifica-se que o eleitorado compreendido entre 25 e 59 anos representa mais de dois terços do eleitorado brasileiro.

Os jovens com 16 e 17 anos, para os quais o voto é facultativo, representam pouco mais de 1% do total de eleitores. Já os idosos acima dos 70 anos, que também têm a opção de voto facultativo, representam cerca de 7,6% do eleitorado.

Os números divulgados pelo TSE consideram a idade do eleitor no dia do primeiro turno das Eleições 2014. Os dados foram extraídos das estatísticas do eleitorado disponíveis no site do TSE. As informações estatísticas dos eleitores são obtidas a partir dos dados do cadastro eleitoral extraídos e consolidados mensalmente. Para fins de estatística das Eleições 2014, considerou-se como referência o mês de julho, de acordo com o cronograma operacional constante da Resolução nº 23.402, de 17 de dezembro de 2013.

Confira os números detalhados abaixo.

Faixa Etária - Quantidade - %

16 anos - 480.044 - 0,336
17 anos - 1.158.707 - 0,811
18 a 20 anos - 8.801.550 - 6,163
21 a 24 anos - 12.604.310 - 8,825
25 a 34 anos - 33.268.757 - 23,294
35 a 44 anos - 28.415.902 - 19,896
45 a 59 anos - 33.790.849 - 23,659
60 a 69 anos - 13.472.286 - 9,433
70 a 79 anos - 7.020.649 - 4,916
Superior a 79 anos - 3.804.161 - 2,664
Inválida - 4.831 - 0,003
Total - 142.822.046




Revista Novo Perfil online

Fonte: Paraibaonline com TSE

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Bandeiras e cavaletes nos canteiros centrais das avenidas, propagandas em feiras livres e nos mercados municipais, além das praças públicas, publicidade eleitoral nos giradores das cidades. Estas são as irregularidades mais comuns encontradas pelo juiz da propaganda eleitoral, Ricardo Freitas nas eleições deste ano na Paraíba. Já foram emitidas entre 50 e 70 autuações por propaganda irregular na Paraíba.

Apesar do alto número de irregularidades encontradas pelo juiz, ele explica que neste ano as eleições estão correndo em um ambiente de tranqüilidade. Para ele, isso é devido a um maior entendimento dos candidatos e dos eleitores sobre as leis eleitorais.

“Também colabora com este ambiente de normalidade o contínuo trabalho do Tribunal Regional Eleitoral no sentido de promover reuniões periódicas com representantes dos partidos e das coligações para instruí-los sobre o que pode e o que não pode na propaganda eleitoral”, explicou.

Freitas ainda explicou que o TRE recebe, por dia, entre duas e cinco denúncias de irregularidades na Paraíba, e que já foram apreendidos materiais de campanha de várias coligações.

“A distribuição de brindes não é permitida. Nós já apreendemos chapéus de cores partidárias, material de campanha, como bandeiras, faixas, cavaletes. Também carros de som que não estavam regularizados junto aos órgãos ambientais”, disse.

Ele ainda explicou que nem toda denúncia reflete alguma irregularidade. “Mas enviamos nossas equipes a todas as denúncias para avaliar. É importante a participação popular por meio das denúncias”, explicou.

Para colaborar com o trabalho do TRE basta ligar para o disk denúncia 3512-1001. Não precisa se identificar.

Revista Novo Perfil online
Fonte: João Thiago com Paulo Dantas/Paraiba.com.br

terça-feira, 9 de setembro de 2014

A semana que antecedeu o aniversario da cidade de Belém foi marcado por vários eventos realizado pela prefeitura municipal de Belém que tem a frente o prefeito Edgard Gama. A Cidade completou 57 anos de Emancipação Política no ultimo 6 de setembro de 2014.

As comemorações da cidade começou no domingo dia 31 com Cavalgada e Trilha de MotoCross, durante a semana a programação seguiu com hasteamento das bandeiras, torneios de Futsal, torneio de Futebol de Campo, Caminhada contra as Drogas promovida pela Secretaria de Educação, encontro de bandas marciais e na noite do dia 6 festa em praça publica onde tocaram as bandas Manfredini’s (Rock), Vadiões do Forró(ambas de Belém) Netinho Lins e Forró Nadela. 

Um pouco de história 

Em 1957, quando o então governador Flávio Ribeiro Coutinho convocou por intermédio do Deputado Severino Ismael a sociedade de Belém, para no dia 6 de setembro de 1957, através da Lei Nº 1.752 dar a emancipação política ao Distrito de Belém de Caiçara, ocorrendo a sua instalação oficial em 6 de dezembro do mesmo ano, com o nome simplificado para Belém. No seu discurso, dizia o Governador Flávio Ribeiro Coutinho que dos distritos que ele elevou a categoria de cidade, só uma vez, com grande orgulho o fez, foi com o município de Belém, porque quando ainda estudante passava férias na casa do Sr. Clóvis Cruz morador da então Vila.

O primeiro prefeito do município de Belém foi Manuel Miguel de Azevedo em 1957, através de nomeação do Governador Flávio Ribeiro Coutinho. Porém, o primeiro prefeito eleito por voto direto da população belenense foi Manuel Xavier de Carvalho em 1959, mas teve sua eleição cassada por problemas no registro da candidatura, assumindo posteriormente João Gomes de Lima.

Integrava a comitiva governamental na visita a Belém os senhores: Deputado Severino Ismael, Deputado Clóvis Bezerra, Joacil de Brito e Dudu Emiliano.
Por Henrique Filho 
Com informações: Wikipédia 


























POLÍTICA

POLICIAL

EVENTOS

ESPORTES

CURIOSIDADES

CANAL CNP

Publicidade: